A+ A A-
  • Categoria: Viagem
  • Escrito por Administrator
  • Acessos: 625

Passe um feriado em Floripa

Florianópolis é a capital do estado de Santa Catarina e uma das três ilhas-capitais do Brasil.

Florianópolis é banhado pelo Oceano Atlântico e grande parte está situada na Ilha de Santa Catarina, ou ‘Ilha da Magia’, possuindo cerca de cem praias.

A cidade está sempre em alto-astral, clima de festa, ainda mais agora, em época de feriados (temos o do dia das crianças, finados e o da consciência negra!). 

 

Não só feriados, mas como todos conhecem, senão todos pelo menos a maioria dos jovens conhecem ou até mesmo já freqüentaram a famosa ‘Oktoberfest’, que ocorre anualmente em Blumenau, também localizada em Santa Catarina, é uma ótima opção de divertimento para quem vem visitar o estado gaúcho.


E lógico, Florianópolis é o lugar de gente bonita, homens e mulheres, de todas as idades!

Voltando à Florianópolis...


É visitada por inúmeros estrangeiros, principalmente argentinos, Floripa – como é chamada – também oferece opções para aqueles mais aventureiros, como passeios em trilhas, cachoeiras, escaladas e vôo livre, todos acompanhados por paisagens deslumbrantes de dunas, lagoas, morros e mangues.

Os grandes atrativos de Floripa são as praias. Em cada região, uma peculiaridade – no Leste, onde estão praias como Mole e Joaquina, o surf e a paquera são as marcas registradas. Ao Norte, o mar calmo de Jurerê, Canasvieiras e Ingleses atrai famílias e argentinos. Já as praias do Sul são as mais rústicas e têm como cartão-postal a intocada Lagoinha do Leste. Na questão esportes, a ilha não é privilégio exclusivo dos surfistas. Generosa, incentiva à prática de muitos atividades dentro e fora d´água, como sandboard – descida de dunas em prancha de madeira -, wind e kitesurf, parapente e trekking.

 

Como realizar a viagem dos seus sonhos

O que fazer em floripa?

  • Ilha do Campeche: Única ilha do país tombada como Patrimônio Arqueológico e Paisagístico Nacional, Campeche abriga praias de águas transparentes. A melhor maneira de chegar à ilha é através dos barcos de pescadores que saem da praia de Armação, no Sul de Floripa. No verão, escunas partem da Barra da Lagoa (Leste). Não esqueça a máscara e o snorkel para nadar em meio aos peixes.
  • Lagoa da Conceição: Situada no centro geográfico da ilha, a Lagoa da Conceição não é famosa apenas por ser o point noturno de Florianópolis. O cartão-postal é enquadrado por construções antigas (Canto dos Araçás), vilas de pescadores com bares e restaurantes (Canto da Lagoa), centros de artesanato, escolas de windsurfe... Para apreciar de cima os 15 quilômetros quadrados do espelho d´água e seus arredores siga para o mirante do Morro da Lagoa ou para o restaurante Ponto de Vista, depois da Praia Mole – a paisagem do deck é perfeita.
  • Avenida Beira Mar Norte e Ponte Hercílio Luz: Ponto de encontro dos que buscam a boa forma, a Avenida Beira Mar Norte ganha vida no final do dia. É durante o pôr-do-sol que o movimento de esportistas aumenta, os bares e restaurantes abrem suas portas e a Ponte Hercílio Luz é acesa. Embora interditada para o trânsito de automóveis e pedestres desde 1982, a ponte é um dos cartões-postais de Florianópolis.

- Vida noturna: Os arredores da Lagoa da Conceição, repleto de bares, restaurantes, café e boates - destaque para a Confraria das Artes -, concentram o agito noturno da ilha o ano inteiro. No verão, o litoral Norte também tem burburinho, em especial nos bares das praias de Canasvieiras, Brava, dos Ingleses e da Cachoeira do Bom Jesus, além de Jurerê, onde funciona a filial da boate espanhola Pacha e do club El Divino. O mesmo acontece no Sul, na praia da Armação. O Centro vem, aos poucos, recuperando a boemia. Bares e botecos da Avenida Rio Branco ficam movimentados a partir da happy hour, ou seja, depois das 17h.

 

Veja no vídeo alguns pontos turísticos

Onde comer?


Na cidade que é a maior produtora de ostras do país, os restaurantes capricham na hora de servir o molusco, que chega à mesa cru - forma preferida dos gourmets -, gratinado, no vapor ou à vinagrete. Para experimentá-lo em todas as versões, vá jantar no restaurante ‘Ostradamus’, que às quintas-feiras promove o Festival de Ostras.
Já no concorrido ‘Box 32’, no Mercado Municipal, o tira-gosto vem embebido em champanhe.

 

Nos estabelecimentos nos arredores da Lagoa da Conceição, como os restaurantes ‘Barracuda’, ‘Deca’ e ‘Casa do Chico’, a bola da vez é a seqüência de camarões – um rodízio que traz a iguaria servida ao vapor, frita, à milanesa, ao alho e óleo...
Entre os peixes, a tainha é o destaque é a tainha e ganha recheio de farofa, ovas, camarão e miúdos de peixe, mas também é encontrada temperada apenas com sal e limão. Para adoçar o paladar, invista nas delícias que os ambulantes vendem pelas praias. São brigadeiros, quindins, cocadas e até trufas caramelizadas.

Onde ficar e se hospedar?


Como a cidade é bastante procurada por turistas brasileiros e estrangeiros, Florianópolis oferece uma grande rede de hotéis, todos bem estruturados, com funcionários competentes e atenciosos. Dois hotéis bem falados de Florianópolis são: Porto da Ilha, que é localizado em uma região central privilegiada, próximo a centros comerciais, shopping, bares e restaurantes, além de facilidade de locomoção aos principais pontos de acesso da cidade. E o hotel Porto Sol Hotel, que foi reformado e reinaugurado em dezembro de 2007, está localizado numa das mais belas regiões da Ilha, oferecendo muito conforto, bem estar, varias opções de lazer e uma fascinante vista para o mar dos Ingleses.
Se preferir, pesquise mais opções de hotéis aqui.

Como ir para Florianópolis?

De avião:
Há vôos diários partindo das principais capitais do país, clique e confira dicas para ganhar suas passagens aéreas para Florianópolis. Lembrando que o aeroporto é o Aeroporto Internacional Hercílio Luz.

De carro
Acesso pela BR-101 e BR-282. Para quem vem do Sudeste (e cidades ao Norte de Florianópolis), há ainda a opção via BR-116 (até Curitiba), pegando em seguida a BR-101 e BR-282.

Mais Informações úteis:

- DDD: (048)
- Melhor época do ano para viajar para lá: O verão é a melhor época para visitar Florianópolis, quando todas as atrações, bares, restaurantes e boates estão funcionando. Apesar de ser período de chuvas, dá para curtir bastante. Os meses de abril e maio também são boas opções – chove pouco e as temperaturas são agradáveis. No inverno – julho e agosto - faz frio, com temperaturas ao redor dos 15°C.